quarta-feira, 23 de setembro de 2009

TUDHALIYA IV (1249 – 1209 a.C.)

Tudhaliya IV foi filho de Hattusili III e de sua rainha principal Pudu-Hepa. Portava os títulos de Labarna, Grande Rei, Rei de Hati, Herói, Meu Sol e Rei do Mundo (Sar Kissati). Seu nome hurrita era Heshmi-Sharruma. A sua mulher era uma princesa da Babilônia talvez Dumu-Sal-Gal. Seu irmão Huzziya foi chefe da guarda real. Ao lado selo real de Tudhaliya IV.
Durante o reinado de seu pai foi sacerdote de Saushka em Samuha e de fato foi rei de Hakpis.
Embora não usasse o título de corregente exerceu essa função no final do governo de Hattusili III e sucedeu ao pai sem dificuldade. Renovou a concessão do reino de Tarhuntassa a Kurunta por meio de um tratado que se conservou (a chamada "Tábua de Bronze", imagem ao lado). Depois da morte do rei Masturi de Seha, o país se tornou independente sob Tarhuna-Radu, um homem de origem desconhecida, que se aliou com o rei de Ahhiyawa. Tudhaliya fez pessoalmente a campanha contra Seha. O rei de Ahhiyawa interveio, mas sofreu uma completa derrota. Tarhuna-Radu fugiu a uma pequena ilha chamada Monte da Águia, local que também foi ocupado por Tudhaliya que o fez prisioneiro junto com suas mulheres e outros familiares e levou-o a Arinna (a futura Xantos, capital da Lícia). Pôs no trono do trono de Seha um membro da dinastia de Muwa-Walwis e a situação voltou ao normal.
Tukultininurta I da Assíria atacou território hurrita pouco depois de 1240 a.C. e ocupou Isuwa que era vassalo hitita. Tudhaliya não hesitou em declarar guerra. O rei assírio reuniu o seu exército em Taite. O exército hitita avançou em direção a Nihriya onde foi encontrado o exército assírio. O rei assírio conduziu suas tropas para Sura, onde se travrou a batalha que foi uma vitória da Assíria e uma clara derrota hitita. Tudhaliya retirou-se a Alatarma, um pouco a leste do Eufrates, de localização desconhecida, provavelmente em Isuwa. O nome do rei de Isuwa não aparece nas inscrições.
Abaixo, representação de Tudhaliya IV.
Ini Teshub, rei de Carquemis, de ascendência hitita, ocupava-se da Síria hitita resolvendo conflitos. Esse rei deu ordens para a cidade de Ugarit (conflitos fronteiriços: Siyanni foi separada de Ugarit) e ao reino de Amurru (proibindo-lhe comerciar com a Assíria). Quando dois irmãos se rebelaram contra o Rei Amistamru II de Ugarit, O Rei Ini-Tesub protegeu-o e os dois rebeldes foram enviados desterrados para Alashiya (Chipre); também autorizou a extradição da mulher adúltera de Ammistamru II de Ugarit, mas neste caso com a permissão de Tudhaliya IV que era seu tio (a extradição implicou a morte da princesa).
Tudhaliya fundou a cidade alta de Hatusa, dobrando o tamanho da cidade (1 km2) e encheu-a de templos (uns 30) dedicados a deuses hititas e hurritas. Acredita-se que queria controlar os cidadãos levando a todos os seus à capital, o que o fez ser muito impopular.
A cidade alta apareceu destruída em certo momento. Supõe-se que então aconteceu a usurpação de Kurunta e que depois Tudhaliya recuperou o poder (ou talvez foi seu filho Arnuwanda III foi quem o recuperou, já que o reinado de Kurunta pode ser mais longo do que se pensou até há pouco). A cidade alta reconstruiu, mas não os templos, e as terras deixaram de ser usadas com finalidade religiosa. Ao lado, representação de Tudhaliya abraçado pelo deus Sharruma.
Alashiya, que não se sabe quando saiu ao controle hitita (durante os últimos anos aparecem cartas de um rei de Alashiya, mas também parece ser que Hattusili III enviara Mursili III exilado a Alashiya, se bem que isso não é claro) foi conquistada por Tudhaliya IV.
Lukka, Arzawa, Masha, as terras kaskas e a Terra Alta Hitita são indicadas como locais de caçada do Rei, o que indica que pertenciam ao Império e estavam pacificadas. Tudhaliya também caçava regularmente em "terras hurritas", mas provavelmente se refere aos territórios vassalos na antiga fronteira com Mitani.
Sucedeu-lhe o seu filho Arnuwanda III.


REFERÊNCIAS:

http://www.hittites.info/history.aspx?text=history/Late+Late+Empire.htm#Tudhaliya4
http://www.unc.edu/~melchert/
http://www.uned.es/geo-1-historia-antigua-universal/HISTORIA%20GENERAL%20RELIGIONES/HITITAS/Yazilikaya_astrologica.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário